A Incrível Arte de: Amar Pessoas

por | 7.08.19 | Com Amor

De onde nasceu esse pensamento coletivo (de alguns povos), de que pelo simples fato de eu ser “eu”, posso ser superior a você?

Quem ensinou que o amor ao próximo, compaixão e a simpatia devem ter uma medida?

Com base em quais pesquisas o IBGE divulgou os dados que para você ser rico, você precisa ter mais de 4 banheiros?

E a riqueza de amor no coração?

“Essa não compra pão”. Dito por aquele que tem e não ama ninguém.

Me pergunto: qual o sentido da vida se não houver amor?

“Ai, mas você não conhece o chato do meu vizinho”

Essa pessoa que você julga ser “chata”, por que ela merece menos amor do que você?

Você conhece a sua história e o que ela passou até chegar aqui?

Quando aceitamos que todos têm defeitos (pasmem: inclusive nós), passamos a ver o outro de um outro jeito.

Ao percebermos que TODOS, sem exceção, conscientes ou não, estamos em um processo de evolução, como a vida fica mais fácil.

Você sabia que é o amor que move o mundo?

E que move o seu mundo?

Sem amor você não nasceria, tão pouco cresceria.

Um padeiro sem amor, faria nem um brigadeiro.

Se sua família não te amasse, pela porta ja teria saído.

Quando amamos PESSOAS não as enxergamos com um olhar material: “Nossa, olha que roupa cafona”, “como ta gorda”, “que pessoa mau humorada”.

Você enxerga por detrás disso, enxerga o ser humano que tem lá dentro.

Quando percebemos que somos seres humanos, com problemas, tristezas, mágoas, rancores, traumas, o julgamento vai embora.

Vejamos por detrás das “cascas” socialmente construídas.

Há mais pessoas precisando serem amadas do que você imagina. Talvez você seja uma delas.

Não sejamos mais um perante a multidão.

Vejamos o outro, do seu porteiro, colega de trabalho ao estranho carrancudo do elevador, como uma tela em branco para espalharmos a tinta chamada AMOR.

Porque todo mundo se beneficia, nessa incrível arte de AMAR PESSOAS.

Pedro Bagattini

Publicitário de formação, acredito que a educação seja muito mais ampla do que se limitar a formações acadêmicas! Sempre fui muito curioso e com uma vontade enorme de fazer a diferença (mesmo muitas vezes sendo pequenas), através das ferramentas e dons que me foram dados! Ao longo dos anos fui percebendo que tinha um lado humano (de ver o outro como ser humano e alguém a ser amado independente de cor, gênero e outras classificações dadas pela sociedade) e hoje utilizo os poemas para comunicar o que está aqui dentro.  

Pedro do Avesso

Últimas postagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This